segunda-feira, junho 07, 2010

A Anarquia a Anomia e a Ignorância

Do Rio.Pt

Um escriba vem teorizar nesse jornal sobre a Anarquia de uma maneira demonstrativa da sua ignorância pela ideologia Anarquista e faz uma analogia da Anarquia com a desorganização como se uma coisa tivesse a ver com a outra.
O "humor" quando é utilizado sem se ter aliado à cultura básica é isto que dá, uma sucessão de "gaffes" com a pretenção mais triste ainda de ser "engraçada" por parte do dito escriba que ironiza sobre um fenómeno que lhe é manifestamente desconhecido, a Anarquia.

Vou ser sintético, a Anarquia significa ausência de poder.
A auto organização que isso requere é muito superior por isso a qualquer outro tipo de poder.
Só quem não tem poder de organização individual é que acha que no colectivo a Anarquia seria sinônimo de desorganização.

O escriba quando se refere a Anarquia como sinônimo de desorganização poderia talvez se o soubesse o que duvido, estar a referir-se a Anomia que isso sim é sinónimo de caos e desordem que advem duma situação calamitosa a que o estado e os poderes levam uma população ou um País, como é o caso de Portugal que se encontra à beira da Anomia.

A Anomia não é mais do que uma resposta destruidora do "Status Quo" por uma população que tudo pretende destruir devido a tudo ter sido levado à destruição pelo estado, o que está muito próximo de acontecer em Portugal e pode acontecer em qualquer Arquia ou seja em qualquer poder instituído de qualquer tipo, Cuba pode vir a padecer do mesmo por exemplo.

A Anarquia requere muita organização e vou terminar com uma pequena história.

Bakunine um aristocrata rico que era também Anarquista, (aliás um dos seus mais famosos teóricos e praticantes), ia de comboio quando viu uma multidão de camponeses tentando incendiar o Palácio dum senhor Feudal, desorganizadamente e sem efeitos práticos eficientes.
Devido ao poder que Bakunine tinha que lhe advinha do dinheiro que possuia, lá convenceu o maquinista a parar o comboio. Reunindo com a população revoltada, indicou as formas mais rápidas e eficientes de destruirem o Palácio com organização.
O Palácio foi por isso destruido com eficiência e rápidamente, o que tornou a Anomia muito breve.

Esta pequena história mostra como se tem de reagir com organização para se poder implementar a Anarquia e a Autogestão.
AV2

4 comentários:

J.S. Teixeira disse...

Já está disponível, o novo artigo sobre o Vereador do PSD, Paulo Edson Cunha e a sua "ideia visionária". Podem ler tudo no blogue, O Flamingo.

Tenho dito.

Joel-Gomes disse...

http://protuberancia.blogspot.com/2010/07/terminus-117-resposta-anomica.html

AV disse...

Não tem nada que agradecer Joel, o AVP está aqui mesmo para ensinar e cultivar os seus leitores e não leitores, como o foi no seu caso, sobre a confusão muito usada aliás, entre Anarquia e Anomia, por vezes de maneira propositada, para confundir e colocar tudo no mesmo saco, tentando fazer com isso prepassar um estatuto de describilidade e de menoridade para com a Anarquia e os valores a ela inerentes, como a moral Anarquista. Os Marxistas usam muito esse estratagema, o que parece não ser o seu caso porque assume desconhecimento sobre o tema.

Ninguém está obrigado a saber tudo e pode muito bem fazer humor sobre o que bem entender, especialmente sobre os erros que os editores do AVP cometam e são bastantes, tem aí uma temática bastante hilariante, pelos menos nós achamos, senão não fariamos o AVP.

Errar é Humano !

O desconhecimento não é sinónimo de estupidez, o conhecimento e a sua não divulgação, é !

Sobre as considerações estéticas, são tão válidas como as nossas...é pena isso das cores lhe fazerem mal à vista, o AVP recomenda que nesses textos policromados se usem óculos 3D !!!

Os pontos de exclamação e interrogação estarem com um espaço além do final da frase, é proposital, é uma imagem de marca que utilizo desde o início, indiciadora da autoria dos texto. Nunca tinha referido isto, mas ainda bem que notou, assim se vir algum texto assinado com essas características, quem sabe se até descobre quem é o AV2...muitas hipotéses já foram aventadas, aí por volta de 10 :)

Cumprimentos Anarquistas,
AV2

E é verdade também existem os Anarquistas de direita, nos EUA inclusive há um partido Libertário de direita que quer que tudo seja privado, eu gosto da ideia desde que se acabe com o dinheiro.

Joel-Gomes disse...

Agradeço a resposta. Desde que as coisas sejam levadas a bem, não há razão para desentendimentos.

Joel Gomes