sábado, fevereiro 16, 2008

TGV, Perquê ?


Será que alguém me conseguirá explicar o porque de Portugal passar a ter 2 linhas de TGV?

Portugal Continental tem mais ou menos 600 Km de comprimento por 300 Km de largura.

A primeira linha do TGV, fará ligação a Badajoz, para chegar depois a Madrid e terá a facilidade de transportar mais rapidamente os turistas que chegarão ao novo aeroporto do Montijo / Benavente, para esses desertos espanhóis. O que é que iremos lucrar com isso ?

A outra vertente é trazer essa ciganagem espanholada a passar férias curtas ainda mais rápidamente em Lisboa, e com isso confundir os turistas doutros países que visitam Lisboa que pensarão e cada vez com mais razão, que estão numa qualquer outra cidade espanhola e não na capital de Portugal.

O tráfico de mercadorias por TGV seria por isso a única razão plausível de existir essa ligação em Alta Velocidade, mas sejá importamos quase todos os vegetais e produtos agrícolas de lá, por rodovias, porque razão teremos a necessidade de ser ainda maisrápidos e com isso acabar ainda mais rápidamente com a nossa agricultura?

A segunda linha do TGV que nos querem impingir é entre Lisboa e o Porto. Não sei se já viajaram nos Alfas que actualmente fazem esse trajecto?


São muitoooooo confortáveis e rápidos o suficiente. Mas também é muito agradável ver as paisagens que são do mais variado e lindo.

Desde o estuário do Tejo, passando pela bela zona Oeste, Espinho com as suas praias, dunas imensas e o seu mar sempre revolto e belo.

Enfim a viagem no Alfa só pela paisagem vale a pena...Agora com o TGV, vai ser um desperdício de beleza, pois será tão rápido que nem as belas paisagens serão vistas.

Lá nos desertos de Espanha ainda se compreende que se viaje no TGV, (porque aquilo é feio, é feio, sim senhor)

Mas para se viajar para Madrid, será melhor a via aérea, pois com o preço das viagens aéreas "Low Cost", é muito mais barato viajar para Madrid de avião.

Só por estes factores estéticos, e apenas me referi a eles, não quero que haja nenhuma ligação de TGV na minha Pátria.

Tenho Dito!

6 comentários:

Anónimo disse...

A ligação do TGV de Madrid a Sines via Poceirão faz todo o sentido.

A criação de um interface TGV /Alfa em Évora que faz todo o sentido.

A ligação de um Alfa do aeroporto à Linha do Sado / Sul e a uma ponte ferroviária no Barreiro faz todo o sentido.

Uma ligação dedicada do Alfa de Lisboa até ao Porto faz todo o sentido... bastam-nos os 200KM/h que o dito faz e se fôr em linha própria (por duplicação da existente) e muito mais barata do a necessária para o TGV fará um excelente serviço ao país.

Uma ligação TGV do Porto a Vigo fará sentido só para não isolarmos o Norte dessa via directa à Europa, especialmente se pensarmos que é no Norte que se encontra a maior parte das nossas empresas exportadoras.

Tudo o resto é pouco compreensível.

Tenho dito.

AV disse...

Caro Mário da Silva, gostaria que me respondesse a estas perguntas, se o quiser é claro.

"A ligação do TGV de Madrid a Sines via Poceirão faz todo o sentido."

"Uma ligação TGV do Porto a Vigo fará sentido só para não isolarmos o Norte dessa via directa à Europa, especialmente se pensarmos que é no Norte que se encontra a maior parte das nossas empresas exportadoras."

-Na sua maneira de ver então, sintetizando até ao máximo o que disse e o que realmente pensa, diga sinceramente se apenas seria necessária uma ligação TGV, entre Madrid e Sines ?

-Seguindo ainda o seu raciocínio, quando diz: "A ligação de um Alfa do aeroporto à Linha do Sado, faz todo o sentido", isso implica que a segunda parte do seu raciocínio:
"uma ponte ferroviária no Barreiro faz todo o sentido", deixa de fazer sentido, pois a Ponte 25 de Abril, poderia ter essa vertente ferroviária, não é verdade?

AV2

AV disse...

Só mais uma questão:
Sabe dizer-me qual o volume de entrada de contentores diários, no Porto de Sines e quais as perspectivas de crescimento desse volume diário para 10 anos?

Formularei um novo post baseado nestas respostas.

Anónimo disse...

"Na sua maneira de ver então, sintetizando até ao máximo o que disse e o que realmente pensa, diga sinceramente se apenas seria necessária uma ligação TGV, entre Madrid e Sines?"

Essencialmente por causa da vertente carga. Eu não acredito que o TGV para transporte de pessoas tenha alguma utilidade para Portugal.

Em todo o caso se existir uma ligação Aeroporto - TGV/Poceirão bastaria para quem preferisse sair em Portugal e seguir de TGV para o resto do destino... mas qual será o custo da passagem do TGV até Madrid?

"Sabe dizer-me qual o volume de entrada de contentores diários, no Porto de Sines e quais as perspectivas de crescimento desse volume diário para 10 anos?"

link e link.

Não basta pôr cá a carga. É preciso despachá-la depressa.

A ligação Sines - Aeroporto de Beja também é fundamental pelo simples factor de que esse aeroporto está pensado para ser uma hub aeroportuária de carga.

A PSA não costuma apostar em bóias furadas.

Seguindo ainda o seu raciocínio, quando diz: "A ligação de um Alfa do aeroporto à Linha do Sado, faz todo o sentido", isso implica que a segunda parte do seu raciocínio:
"uma ponte ferroviária no Barreiro faz todo o sentido", deixa de fazer sentido, pois a Ponte 25 de Abril, poderia ter essa vertente ferroviária, não é verdade?"


Não! A partir de Pinhal Novo não existe ligação a Lisboa e ao Norte para todo o eixo Barreiro / Palmela / Moita / Montijo / Alcochete; a tendência actual acentua o uso do carro e influenciará à desactivação da Linha do Sado para cá do Pinhal Novo assim que houver a real desactivação da CUF no Barreiro (para o que já faltou mais).

Na mesma linha onde se coloca um Alfa pode colocar-se um Fertagus e para ambos os negócios só faz sentido se houver travessia ferroviária do Tejo.

Além de que a estrutura exigida para uma ponte ferroviária que não comporte o TGV é muitissimo mais barata, mesmo que comtemple uma futura ampliação ao tráfego rodoviário.

Espero ter respondido a estas partes. Foi um bocado à pressa...

Jose Antonio disse...

Con esa mentalidad de cerrarse y pronacionalista sin sentido es como se hace que Portugal no evolucione ni se desarrolle como debiera. Claro que es importante que este unida con las mejores infraestructuras con España, que tanto el flujo de personas, turismo, y el comercio sean lo mejor y mas óptimo posible. Hacer demagogia nacionalista y meter miedo con Espanha como si fueramos el coco es hacer poco favor a Portugal. De todos si Porugal no quiere los trenes de Alta Velocidad no dejarán de hacerse en España, no es que España quiera imponer algo. España tendrá para el año 2020 9.000km de ferrocarril de alta velocidad. Con su pensamiento me temo que Portugal no tendra ni 1km.

AV disse...

Caro Jose Antonio, Nacionalista sem sentido é como quem diz, para os Portugueses que ainda o são e têm orgulho nisso, faz todo o sentido, esse é o principal motivo de não sermos nenhuma região de Espanha, mas sim um País Independente.
O TGV só faz sentido para os interesses económicos espanhóis centralistas de Madrid e para os interesses económicos Espanhóis da Galiza especialmente pela ligação de Madrid e Vigo ao Porto de Sines, que lhes darão a possibilidade de exportação mais rápida para a América do Sul, para os Portugueses o TGV é apenas um despesismo inútil e sem sentido.