terça-feira, março 22, 2005

Caixa de Correio VIP

Consulto com alguma frequência o v/ site.
Em 18/03 o Sr. António Costa lamentava a falta de opiniões sobre assuntos da terra.
Nesse sentido, para conhecimento de V.Exª e opinião junto texto de carta enviada ao Sr. Presidente da Câmara sobre o assunto em referência e que ainda não tivemos resposta.
Com os melhores cumprimentos

Vitor Cabral ---


ASSUNTO: Obras na Praça da República
Estacionamento na Rua D. Jerónimo de Noronha


No início de Dezembro o Presidente da Direcção da SFRUA solicitou a V. Exª que fosse agendada reunião para se tratar da questão do estacionamento junto ao Pavilhão Gimnodesportivo. Passados que são 3 meses, lamentamos que a mesma ainda não tivesse sido marcada, e esperamos sinceramente que a mesma se realize com brevidade.
Neste processo das Obras de remodelação da Praça da República, verificamos com desagrado o esquecimento a que a Colectividade foi votada, não tendo sido prestada qualquer informação sobre as alterações que as obras irão provocar no normal funcionamento da Instituição.
Pelo placard exposto na Praça, ficamos a saber que:
- O estacionamento na Rua D. Jerónimo de Noronha, ao lado do Pavilhão, desaparece, sendo ocupado por contentores de lixo e pilaretes.
- A estrada nacional é estreitada, restringindo a circulação automóvel.
Permita-nos lembrar que:
- A SFRUA está situada numa ponta da Freguesia, distante da maioria dos núcleos populacionais.
- Na Colectividade praticam desporto diariamente, centenas de jovens, provenientes maioritariamente da Freguesia, mas também do concelho e que devido à sua idade são trazidos pelos pais.
- Na SFRUA existe um estabelecimento comercial, com necessidade de espaço para cargas e descargas.
- A dificuldade imposta à acessibilidade a toda a Praça da República irá provocar uma diminuição de utilizadores da Colectividade.
- Actualmente a dificuldade de estacionamento já é real, tanto que os serviços dessa CMM colocaram uma placa de estacionamento privativo na Rua para serviço próprio.
- Periodicamente realizam-se actividades no Pavilhão, com afluência maciça de público. Em caso de perigo, a rua D. Jerónimo de Noronha, já de si estreita, não pode estar atravancada de pilaretes.
Certamente que todos estes factores foram estudados, pelo que estranhamos as opções tomadas.
Aguardando uma resposta breve de V.Exª, enviamos os nossos melhores cumprimentos
A Direcção da SFRUA